Agende uma visita Fone: (61) 3202-0510

SOLUÇÕES RFID

Identificação por radiofrequência ou RFID - Radio Frequency Identification Identification, viabiliza a identificação automática através de sinais de rádio, que recupera e armazena dados remotamente através de uma etiqueta denominada tag RFID (etiqueta que pode ser colocado em uma pessoa, equipamento, animal, embalagem ou produto), com o objetivo de identificar qualquer item automatizado à distância.

Saiba mais

Solução para seu condomínio

Rapidez, Comodidade e Praticidade no controle de acesso de veículos em empresas, condomínios e outros locais.

Saiba Mais

Inventarie sua empresa com rapidez

Tenha o controle dos ativos da sua empresa na palma das mãos. Com a identificação utilizando etiquetas RFID você reduz o tempo de execução do inventário, erros de digitação, elimina as longas listas a serem conferidas e muto mais benefícios.

Saiba mais

QR Code Check in

QRCode Check-In é a maneira mais prática e intuitiva para validação de convites de entrada de um evento através de leitura do QRCode impresso no ingresso. Com essa solução o controle do seu evento é feito com agilidade e eficiência no controle na entrada do evento, garantindo a checagem em tempo real dos seus convidados.

Saiba Mais

Nota Fiscal Eletrônica – Sistemas

A Lti tem várias soluções de sistema de frente de caixa e retaguarda para vários ramos de negócio, como supermercados, restaurantes, padarias, papelarias, casa de carne, farmácias entre outros, que possibilitam não só a geração da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica- NFC-e e NFe bem como toda a gestão do seu negócio que englobam estoque, compras, financeiro, pedido, orçamento, ordem de serviço, bancos, etc. Não perca mais tempo fale conosco. Agende uma visita e conheça nossas soluções.

Saiba Mais

A Solução – SoftExpert BPM

O SoftExpert Excellence Suite é a solução mais completa e modular para atender colaborativamente todas as demandas críticas para a excelência no desempenho organizacional em um único ambiente integrado. As organizações podem não aplicar todas estas práticas em um único momento, ou podem optar em introduzi-las gradativamente a medida que cada uma entre em evidência. Em qualquer cenário, somente uma plataforma completa e integrada permitirá que todas estas iniciativas conectem-se entre si de forma produtiva e eficaz como as peças de um quebra-cabeças.

Saiba Mais

Nossos Parceiros

Perguntas Sobre RFID

RFID é uma Poderosa e Versátil Tecnologia para Identificar, Rastrear, Gerenciar e Controlar uma Enorme Gama de Produtos, Documentos, Animais e Indivíduos, sem Contato e sem a Necessidade de um Campo Visual.

São muitos Uma solução RFID oferece:
– Aumento da segurança;
– Redução de custos operacionais;
– Eliminação de erros humanos;
– Aumento da satisfação dos clientes;
– Aumento na velocidade dos processos, devido à automação dos mesmos;
– Melhor controle em processos de qualidade;
– Redução de perdas e inventários.

São inúmeras aplicações na vida real em que podemos utilizar da tecnologia RFID. Alguns exemplos:
– Vigilância Eletrônica de Produtos
– Autenticação de Documentos
– Controle de Acesso
– Identificação e rastreamento de medicamentos
– Monitoramento de Pessoas
– Monitoramento de Pacientes
– Cronometragem no esporte
– Automação Industrial
– Rastreamento de animais
– Rastreamento de veículos
– Controle de entrada e saída de veículos em condomínios, shopping e empresas.

Os Sistemas de RFID são compostos por:
São três componentes:

– Leitor com antena;
– Transponder (Tag, RF Tag);
– Computador ou outro tipo de controlador.

Como o próprio nome já diz, RFID é uma tecnologia de Identificação que utiliza a Radiofreqüência para capturar os dados e não a luz como no caso do código de barras. Com isso, a tecnologia de RFID permite que um tag seja lido sem a necessidade de campo visual, através de objetos tais como madeira, plástico, papel etc.
Para que ocorra essa comunicação, é necessário basicamente dois componentes: o transponder ou tag de rádio freqüência (ou simplesmente tag) e um leitor com antena, que pode também ser gravador caso seja necessário escrever novos dados no chip do transponder.
Quando aproximamos um tag do leitor, o campo eletromagnético gerado pelo leitor alimenta o tag, que transmite os dados da sua memória para o leitor e vice-versa, no caso de um tag de leitura/gravação.

O transponder (também conhecido como tag) é composto por:

Chip;
Antena, que é conectada ao chip;
Encapsulamento em PVC, epóxi, etiqueta, etc.

O principal componente do transponder é o chip, pois ele controla a comunicação com o leitor. O chip possui uma memória onde são armazenados os dados. Esses dados são enviados ao leitor quando o chip é ativado pelo campo eletromagnético do leitor. Existem tags somente-leitura (RO) que já vêm com um número único pré-gravado de fábrica em sua memória, e Tags de leitura/gravação (RW), onde o usuário, com a ajuda de um leitor/gravador, pode armazenar dados na memória do tag. A capacidade de armazenamento varia conforme o tipo de chip. Normalmente, em sistemas passivos, a capacidade varia entre 64 bits e 8 kilobits.
Os chips mais recentes incorporam um sistema chamado anti-colisão, onde é possível a leitura de diversos transponders ao mesmo tempo.

O leitor de transponder ou Interrogador não difere muito de um leitor de código de barras em termos de função e de conexão ao computador. Entretanto, o leitor de transponder opera pela emissão de um campo eletromagnético (rádio freqüência), que é a fonte que alimenta o transponder, que por sua vez, responde ao leitor com o conteúdo de sua memória. Ao contrário de um leitor laser, por exemplo, para código de barras, o leitor de transponder não precisa de campo visual para realizar a leitura do tag, que pode ser feita através de diversos materiais como plásticos, madeira, vidro, papel, cimento, etc.

A Antena é também conhecida como dispositivo de acoplamento. Sua função é habilitar a comunicação entre a TAG (Transponder) e o Leitor (Interrogador). Tanto o Leitor como a TAG tem suas próprias antenas.

As etiquetas mais conhecidas são as Passivas. Essas tem fatores favoráveis em questão do tamanho e custo mais baixo, pois, não necessitam de baterias para funcionar. Já as Ativas são etiquetas possuem uma bateria na placa que fornece energia para a etiqueta e permite alcance de leituras maiores.

As frequências mais comuns são: Baixa Frequência (LF), Alta Frequência (HF), Ultra Alta Frequência (UHF) e Microondas.
LF é menos que 135 KHz e podem ser aplicadas em identificação de animais, Automação industrial e Controle de Acesso.
HF opera na frequência de 13.56 MHz e podem ser aplicadas em diversas aplicações de rastreamento como livros, bagagens, vestuários e outros.
UHF opera nas frequências de 433MHz e 860 a 930 MHz e podem ser usadas em Cadeia de abastecimento e logística, tais como Controle de Inventário, Gerenciamento de Armazéns, Rastreamento de ativos e outros.
Microondas opera na frequência de 2,45 GHz e 5,8 GHz e podem ser aplicadas Cobrança eletrônica de pedágio e Automação Industrial.